quinta-feira, 7 de março de 2019

Polícia dá detalhes sobre tentativa de homicídio e apresentação de acusado na delegacia de Santa Cruz do Capibaribe

Na tarde desta quinta-feira (07) o policial Marcelo Malhas, do efetivo Malhas da Lei deu detalhes sobre a tentativa de homicídio ocorrida no final da manhã, quando a vítima Issusanildo Chagas da Silva (28 anos) foi atingida por disparos de arma de fogo, sendo que após o fato, o acusado Renato Ferreira de Lima (23 anos) se apresentou na delegacia de Santa Cruz do Capibaribe. A ação criminosa aconteceu na Rua Calebe de Oliveira de Carvalho, Bairro São Jorge, em Santa Cruz, onde segundo Marcelo Malhas, o fato teria ocorrido devido à uma desavença entre eles que ocorreu há alguns dias.

“O acusado tem uma relação de amizade com a vítima. O Issusanildo devido à alguns danos que o Renato teria feito em sua motocicleta, passou a ameaça-lo de morte, e o Renato encarou como serias essas ameaças, e então se armou e foi até o Issusanildo e efetuou os disparos” – falou.
Marcelo Malhas destacou que quatro disparos atingiram a vítima que atingida com um tiro no abdômen, outro em um dos braços e mais dois disparos nos membros inferiores. Issusanildo que segundo a polícia, já teve passagens pela delegacia por receptação e assalto, se encontrava em liberdade. Devido ao tiro no abdômen, a vítima foi encaminhada para o Recife.

Segundo Marcelo Malhas, o acusado se entregou logo após a prática do crime e duas armas foram apreendidas durante as abordagens.

“O atirador se apresentou de livre e espontânea vontade na delegacia com a arma na cintura e informou que teria efetuado uns tiros contra uma pessoa. Ele chegou na delegacia e apresentou a arma que foi utilizada na tentativa, um revólver calibre 38 com todas as munições deflagradas. Em seguida, os agentes fizeram buscas na casa de Renato e acharam uma arma calibre 32 com uma munição” – disse.
Sobre os procedimentos da justiça, Marcelo afirmou que ele será apenas autuado em flagrante pela posse ilegal de arma de fogo.

“Por ele se entregar por livre vontade, ele não poderia ser autuado em flagrante, mas será devido a posse ilegal de arma de fogo. Com isso ele passará por audiência de custódia pela manhã desta sexta (08)” – frisou.

Marcelo Malhas afirmou que o acusado Renato disse que ‘não estaria arrependido e que ao sair da delegacia ou do fórum, iria terminar o que começou e que estaria determinado a assassinar a vítima’.

“É sério isso que ele disse, e estamos apelando para ele não ser liberado, por que isso ai pode ser precursor de uma tragédia”- finalizou.

Fonte: Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário