quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Centro de Educação Empreendedora oferece capacitação profissional à população de Santa Cruz do Capibaribe

Para inscrever-se nos cursos, basta apresentar cópias do RG, CPF e comprovante de endereço / Fotos: Antonio Carlos 

Com pouco mais de seis meses de atendimento ao público de Santa Cruz do Capibaribe e demais cidades circunvizinhas, o Centro de Educação Empreendedora tem capacitado dezenas de alunos para a conquista do primeiro emprego, no aprimoramento profissional e na viabilidade comercial de pequenos negócios.  Até o último dia 30 de setembro, mais de 200 alunos passaram por algumas das oficinas ou cursos de capacitação profissional disponibilizados gratuitamente à população.

Idealizado pela Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da parceria entre as secretarias de Desenvolvimento Social e Governo e de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, o Centro oferece palestras, consultorias e cursos ligados as necessidades do mercado de trabalho local.  “Não há dúvida de que quando investimos em educação profissional, nós estamos garantindo a sustentabilidade dos empreendimentos criados em nossa cidade e estimulando a geração de novas oportunidades de empregos,” frisou o prefeito Edson Vieira. 


O trabalho conjunto entre as secretarias tem sido primordial para que as ações educativas do Centro cheguem às pessoas que precisam de capacitação profissional e apoio na gestão de pequenos negócios e as que se encontram em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que são assistidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social.  “Encaminhamos para o Centro os usuários dos programas sociais da secretaria que necessitam de apoio educacional para entrar ou se realocar no mercado de trabalho. O Centro tem contribuído com a qualificação profissional desse público e tem nos ajudado a melhorar a qualidade de vida destas pessoas,” frisou o secretário de Desenvolvimento Social, Ivanilson Feitosa.

Além da oferta de cursos nas áreas de negócios e educação profissional, que totalizaram mais de 150h/aula, ministrados pela equipe pedagógica do centro, composta de professores especializados para cada temática, o espaço também desenvolve parcerias com órgãos ou instituições públicas que zelam pela qualidade do ensino, como por exemplo, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), viabilizado com o Instituto Federal de Pernambuco (IFPE). Entre os meses de maio e setembro, o programa qualificou 60 alunos nos cursos de Agente Cultural, Vendedor e Corte e Costura nos turnos da manhã, tarde e noite, respectivamente.

Ampliando esse trabalho de parceria, o centro tem dialogado e trabalhado com instituições a nível estadual e nacional, a exemplo do projeto “Vozes da Moda: Agreste 2030”, que está sendo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIESSE) que desenvolve estudos e pesquisas relacionados ao mercado de trabalho; pelo InPACTO, instituto que trabalha pela erradicação do trabalho escravo; pelo Instituto Ethos, que atua na promoção da responsabilidade empresarial; pelo Repórter Brasil, responsável pelo mapeamento de cadeias produtivas da Moda com apoio institucional do Instituto C&A. O estudo busca analisar como o Polo de Confecção do Agreste de Pernambuco está alinhado com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).


A execução deste projeto aconteceu nos sábados, 11 e 18 de agosto, onde o Centro acolheu a Oficina “Mulheres da Confecção: negociando melhores condições de trabalho” destinada às costureiras do setor privado, de pequenas confecções e autônomas da Capital da Confecção. A viabilidade da oficina foi resultante da ação conjunta entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agricultura e da Coordenadoria da Mulher com o DIEESE para promoção do debate sobre o trabalho das mulheres na atividade da confecção e potencialização do desenvolvimento o desenvolvimento sustentável e socioeconômico da região.


O Centro trabalha o empreendedorismo através da melhoria da gestão das pequenas empresas atendendo o micro e pequeno empreendedor, apoiando o surgimento de novos negócios e capacitando o capital humano para elevar a competitividade das empresas. Aluna da segunda turma do curso Administração de Produção Rural, a produtora de doces e bolos, Margarida Lima, contou como a didática do curso contribuiu para o crescimento do seu negócio. “Com o aprendizado adquirindo nas aulas de Administração de Produção Rural, eu estou aprimorando o meu negócio e planejando a construção de um espaço exclusivo para a produção de meus bolos e doces na zona rural,” contou Margarida, uma das integrantes da Feira de Produção Familiar e de Cacimba de Baixo.


Entre os cursos mais procurados destacam-se os de Administração de Pequenas Empresas, Técnicas de Vendas, Marketing Pessoal e de Oratória, ambos os cursos já foram disponibilizados duas vezes cada à população no intuito de atender a crescente demanda de público. A turma mais recente, por exemplo do curso Oratória, aconteceu  entre os dias 24 e 27 de setembro e foi composta por 20 alunos das mais variadas faixas etárias e segmento profissional. “Seja através dos cursos, oficinas ou palestras, o Centro busca promover a disseminação de conhecimentos que elevem as habilidades e competências empreendedoras visando a potencialização do desempenho de empresas e profissionais,” explicou a diretora de Desenvolvimento Econômico, Virgínia Vasconcelos.

Neste mês de outubro, em parceria com o SEBRAE, o Centro realizará ações relativas ao “Movimento Compre do Pequeno Negócio”, através da oficina SEI Empreender, destinada a micro e pequenos empreendedores e demais pessoas interessadas em empreender. Paralelo a esta atividade, a Equipe de Consultoria relacionada ao pequeno negócio está à disponibilização da população para tirar dúvidas sobre a formalização de negócios, segundo as diretrizes do Microempreendedor Individual (MEI), formas de investimentos, entre outras orientações. Para marcar uma consultoria ou obter maiores informações sobre os serviços oferecidos pelo Centro pode entrar em contato ou visitar as dependências do espaço educacional.

SERVIÇO

Centro de Educação Empreendedora 
Local: Avenida Bela Vista, 985, bairro Santa Tereza, às margens da PE 160. 
Horário de Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Contatos: (81) 3731-8401 e centrodeeducacaoempreendedora@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário