sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Cidade de Ribeirão, na Mata Sul, receberá melhorias no abastecimento de água


A cidade de Ribeirão, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, vai receber ações de melhorias no abastecimento de água. Dentro de 30 dias, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) vai apresentar um plano para executar as interligações da nova rede de distribuição de água na cidade, em substituição à rede antiga, melhorando as pressões das tubulações e também reduzindo a ocorrência de vazamentos, além da reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA). A ampliação dos investimentos em saneamento básico na cidade foi o tema da reunião realizada, hoje (16), a pedido do Governador Paulo Câmara, entre o presidente da Compesa, Roberto Tavares, e o prefeito de Ribeirão, Marcelo Maranhão, no Centro Administrativo Governador Eduardo Campos, em Recife.

No encontro, também foi feito o acompanhamento do projeto de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) que contemplará toda a cidade de Ribeirão, e que está em fase de elaboração. “Além de falarmos sobre o Projeto de Esgoto, dentro de um mês faremos uma visita na cidade para traçarmos a estratégia de interligação das novas redes que irão beneficiar o abastecimento de água na região central de Ribeirão”, informou Roberto Tavares. “Tivemos uma reunião produtiva e aguardamos o início das interligações que levarão melhorias significativas para o abastecimento da nossa cidade. Também vamos acompanhar o projeto de esgotamento sanitário da cidade, uma importante obra para melhoria da qualidade de vida da população”, informou o prefeito de Ribeirão, Marcelo Maranhão.

O projeto de implantação do SES Ribeirão prevê a construção de quatro estações de bombeamento, uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) e o assentamento de 84,6 mil metros de rede coletora de esgoto. O projeto, que vai beneficiar mais 38 mil pessoas (projeção para o ano de 2050), começou a ser elaborado em junho desse ano e deve ser finalizado até fevereiro de 2019. A concepção do SES Ribeirão está sendo realizada por meio de um contrato que prevê a elaboração de estudos e projetos para esgotamento sanitário de 11 cidades de Pernambuco, no valor total de R$ 7 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário