sábado, 11 de fevereiro de 2017

Produtores e expositores da Feira da Produção Familiar participam do "É Notícia no Rádio"





Da esquerda para direita: Josefa Bezerra, Jeasi Onildo e Cícero Bezerra / Fotos: Antonio Andrade











A edição deste sábado, 11, do “É Notícia no Rádio” entrevistou os agricultores das comunidades rurais do município de Santa Cruz do Capibaribe, Cícero Paulo, Geasi Onildo e Josefa Bezerra, sobre a produção e a comercialização de seus produtos na Feira de Produção Familiar. Todos os sábados, a partir das 6h, no Parque Florestal Fernando Silvestre da Silva, dezenas de pessoas recorrem a feira para adquirir ovos, manteigas, farinhas, sequilhos, derivados do leite, entre outros alimentos de origem natural. 

Criada em 08 de novembro de 2014, por meio de orientação de produção agropecuária técnica da secretaria executiva de Agricultura, Instituto Agrônomo de Pernambuco e Pastoral Rural, a Feira de Produção Familiar tem por objetivo comercializar o excedente produzidos pelos pequenos agricultores rurais de Santa Cruz do Capibaribe. 

A Feira é composta por produtores de comunidades como o sítio Cacimba de Baixo, Porteiras, Quixabeira, entre outras, cada qual representado por sua própria associação. De acordo com o produtor de lingüiça caseira, Cícero Paulo Gomes, as associações promovem a otimização dos seus produtos: “Os associados organizam os produtores e os capacita através das ações em parceria com a secretaria de agricultura, oferecendo cursos temáticos na área de produção, cultivo e industrialização para o pequeno agricultor”.   

Cícero produzia lingüiça apenas para consumo próprio, percebeu que no município não existia produtos caseiros de boa qualidade, foi então, que viu a possibilidade de produzir este produto. Cumprindo todas as exigências de higiene e qualidade, Cícero produz diversas linguiças com recheio de boi, boi com queijo coalho, porco e lingüiça defumada e está estudando para fazer a de caprinos, ovinos e sabor peixe. 

A ricota é rica em vitaminas A, B, D e E
As associações em conjunto com os programas governamentais agregam valores aos produtos comercializados. De acordo com produtor de derivados do leite de cabra, Geasi Onildo de Queiroz, os cursos oferecidos pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) ensinam a utilizar todos os recursos que tem da forma correta e aproveitando o máximo dos recursos que tem. “Antes nós só aproveitamos o leite na produção de queijo e derivados. Como não tínhamos uma instrução adequada colocávamos o soro para os porcos consumirem. Hoje, esse soro que era desperdiçado, nós produzimos a ricota”, explicou o feirante.

Fresca, de sabor suave e de baixo teor de gordura é um produto feito basicamente do que sobra da produção de queijos: o soro. No entanto, a ricota não é queijo, mas é tão nutritiva quanto! Apesar das características serem bem próximas, a ricota tem um processo de fabricação diferente aos queijos normais. Contudo, seus benefícios à saúde são grandiosos, principalmente em relação à quantidade de proteínas!

Vendedora sequilhos e de ovos de galinha caipira, pata e perua, Josefa Bezerra, também produz sequilhos, os quais aprendeu a fazer através de um curso oferecido pelo SERNAR. “Através dos vários cursos oferecidos na minha região, eu pude aprender a produzir sequilhos e a comercializa-los na feira. Uma fonte de renda desconhecida para nós, que até então tínhamos na produção de milho e feijão a nossa única fonte de renda,” contou.


Assim como dona Josefa, muitos feirantes comprovam a qualidade de seus produtos através do depoimento de seus fregueses. “Embora nós tenhamos nos capacitado para oferecer um produto caseiro de qualidade, nossos fregueses são nosso maior selo de qualidade. Pois, certa vez eu trouxe ovos caipiras de diferentes modos de produção e os clientes perceberam a diferença no sabor e no tempo de duração. Já feira seguinte nos falaram dessa e nós buscamos nos adaptar ao gosto do freguês,” comentou Josefa.

Além da comercialização de frutos da terra, livre de aditivos químicos industrializados como anabolizantes, pesticidas e adubos artificiais, a Feira dispõe ainda de café da manhã com pratos típicos da região, artesanatos e hortaliças. No play abaixo, você confere a entrevista na integra com os produtores e expositores da Feira de Produção Familiar da Capital da Confecção:



O PROGRAMA

O “É Noticia no Rádio” destacou ainda a vista do presidente da Câmara de Deputados, Rodrigo Maia (DEM), ao govenador do Estado, Paulo Câmara, para discutir projetos de interesse do estado; a previsão de elevação de chuvas para o Nordeste feita pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico; os prazos finais para inscrição no Sisu, Fies e Prouni; os preparativos para 10ª edição do Curta Taquary; além dos lances da terceira rodada do Campeonato Pernambucano e os longa-metragem que estão em cartaz neste final de semana nos cinemas do Estado.                   

Por Josy Santos e Antonio Andrade          

Nenhum comentário:

Postar um comentário