sexta-feira, 16 de setembro de 2016

“É Noticia no Rádio” discute as linhas de atuação do pedagogo


Fotos: Flávio Amorim / É Notícia no Rádio
O “É Notícia no Rádio” deste sábado, 10, recebeu a pedagoga e especialista em saúde mental, Joelma Alves, para falar um pouco sobre a especialidade desse profissional, que atua não apenas na educação, mas também nas áreas da saúde, clínica e assistência pedagógica.  

Os termos embora parecidos, são antônimos, porém, com uma relação no que concerne a área de atuação desses profissionais. O pedagogo, por exemplo, trabalha com o processo de ensino e aprendizagem dentro da escola, com foco no desenvolvimento e potencialidade do aluno, ele atua na formação intelectual e social do educando. Enquanto que a psicopedagogia atua através de terapia na reabilitação do indivíduo portador de transtornos mentais ou psicossociais que podem ser desenvolvidos ao longo da vida e acabam comprometendo a capacidade laboral , social e afetiva deste sujeito. 

Em sua grande maioria os alunos enviados aos psicopedagogos apresentam um alto índice de déficit de atenção, hiperatividade ou indisciplina, os transtornos mentais em sala de aula tem um percentual mínimo. A desestrutura familiar e social dos alunos é apontada como fator principal para o surgimento desses problemas. “A família a gente encara como um desafio, a sociedade vem passando transformações nas últimas décadas, e essas transformações refletem na ausência da vida da criança, geralmente a criança tem pai, mãe, irmãos, mas não tem a atenção que precisa no dia a dia para sua segurança, para o seu desenvolvimento afetivo emocional”, diz Joelma.

Em se tratando de transtornos nas crianças os mais encontrados são a dislalia, falta de conexão da fala, a dislexia, resulta na dificuldade de compreensão do que lê e a discalculia, implica na dificuldade do indivíduo em resolver pequenos cálculos matemáticos. Esses são um dos problemas que necessitam da intervenção do psicopedagogo e que é voltada pra área educacional. Atualmente Joelma trabalha como terapeuta no Caps II, Centro de atenção psicossocial de Santa Cruz do Capibaribe, que atende pessoas com transtornos mentais a cima de 18 anos de idade, a pessoa é avaliada por uma equipe multiprofissional formada por enfermeiros, psicólogos, psicopedagogo, terapeuta ocupacional que encaminha para o tratamento com o profissional e local adequado.

Foram destaques ainda desta edição, o agradecimento do Papa Bento XVI a Deus pela decisão de renunciar ao cargo; as orientações do PROCON de como o consumidor pode quitar seus débitos sem prejuízo durante a greve dos bancários (categoria não aceita reajuste de 7% proposto pela Fenaban e greve continua); o Estado de Pernambuco se destaca no ensino público; as notícias no mundo do futebol e os esportes radicais, além das dicas de cinema.

Por Josy Santos
Jornalista

Nenhum comentário:

Postar um comentário