sábado, 30 de julho de 2016

CDL bem representada na reunião que tratou da criação de regime tributário específico para o Polo de Confecções


A Câmara de Dirigentes Lojistas, CDL de Santa Cruz do Capibaribe, esteve muito bem representada na reunião que aconteceu na tarde terça-feira (26), na sede da Secretaria da Fazenda de Pernambuco, em Recife. O encontro contou com a participação de técnicos da SEFAZ-PE e representantes da indústria e do comércio de Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, para tratar de assuntos pertinentes a legislação tributária que visa beneficiar os confeccionistas do Polo de Confecções do Estado.

Como representantes da CDL, estiveram o Presidente, Valdir Oliveira e o Vice-presidente, Fábio Lopes, o Diretor Jurídico, Marcelo Lima, que representou a Câmara Setorial dos Atacadistas Têxteis da CDL, como Assessor Jurídico da Câmara, além do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, Bruno Bezerra, ele que também é Diretor de Desenvolvimento e Empreendedorismo da CDL.

Representantes de outras entidades também participaram da reunião, como o Síndico do Moda Center, Allan Carneiro, Presidente da ASCAP, José Gomes e o presidente da ASCONT, Jacks Barros, além do presidente do Parque das Feiras de Toritama, Prudêncio Gomes.

Os empresários e representantes das entidades foram recebidos pelo Coordenador de Tributação da SEFAZ-PE, Bernardo D’Almeida, pelo Diretor Geral da Receita, Benedito dos Santos e pelo Secretário Executivo da SEFAZ-PE, Roberto Abreu. Na oportunidade, Bruno Bezerra destacou que "a informalidade é energia empreendedora em estado bruto que precisa ser lapidada. Precisamos transformar a legislação tributária em mais um diferencial competitivo do nosso polo" e justificou a necessidade da criação de uma legislação específica para o setor, o que já vem sendo discutido há algum tempo pelos entes ligados à cadeia têxtil local.

Os representantes da SEFAZ-PE se mostraram solícitos e terão outra reunião com as entidades no próximo dia 4 de agosto, a fim de apresentar a análise das demandas apresentas pelas entidades santa-cruzenses.

Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário