terça-feira, 3 de maio de 2016

Ações comunitárias são realizadas pela Guarda Municipal em Santa Cruz do Capibaribe


Já se foi o tempo em que a Guarda Civil Municipal se restringia apenas a ações de patrulhamento e zelo pelos prédios públicos. Desde 2013 que a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretária de Defesa Social, tem promovido diversas ações preventivas e educativas em prol do bem estar da população.

De acordo com Lei Federal 13.022/2014, art. 5°, a Guarda Municipal deve atuar mediante ações preventivas na segurança escolar, zelando pelo entorno e participando de ações educativas com professores e alunos das unidades de ensino municipal, de forma a colaborar com a implantação da cultura de paz na comunidade local.

Segundo o secretário de Defesa Social, Manoel Bernardino de Sena Neto, a Guarda Comunitária, como ficou conhecida no município, visa preservar o maior bem que o município dispõe: a população. “Muitas pessoas ainda veem a Guarda como uma instituição voltada para o monitoramento de prédios públicos. Quando na verdade, nós atuamos principalmente da preservação da vida das pessoas, o maior patrimônio que uma cidade pode ter”, frisou o Major Sena.

No ano passado foram realizadas palestras nas escolas em conjunto com a Polícia Militar e grupo cultural de Hip Hop, referente ao projeto do Governo do Estado, Segurança na Escola. O trabalho conjunto da Guarda e da PM também chegou ao loteamento Portal Santa Cruz, onde trataram da viabilização de rondas policiais naquela região. Já no bairro Santo Agostinho, a GCM e a população discutiram a implantação de novas medidas de segurança e a atuação da guarda comunitária e escolar.

Neste ano, o trabalho comunitário dos agentes coibiram as ações criminosas no Parque Florestal e a aumentaram o nível de segurança e tranquilidade do projeto Cidade Lazer, onde até então não foi registrado nenhum ato ilícito. Palestras sobre drogas na família e na escola, combate a violência e promoção a cultura de paz são realizadas periodicamente em escolas, projetos sociais e espaços públicos.

Houve ainda o retorno das rondas da Guarnição da ROMUT (Rondas Ostensivas Motorizadas Urbanas Táticas) às escolas do município, no intuito de dar mais segurança aos alunos, professores e pais. “Estamos sempre abertos ao diálogo e ao trabalho em parceria com a população de Santa Cruz do Capibaribe. Nossas ações, sejam educativas ou preventivas, baseiam-se na premissa de que tanto a Guarda quanto a comunidade devem trabalhar juntas em prol da vida”, destacou o secretário executivo de Defesa Social, Sargento Junior.

Atualmente, a Capital da Confecção dispõe de 85 Guardas Municipais divididos entre vias, prédios e espaços públicos. Ainda segundo a Lei, são competências da GCM, colaborar de forma integrada com os órgãos de segurança pública, em ações conjuntas que contribuam com a paz social e o zelado pelo respeito aos direitos fundamentais das pessoas.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário