terça-feira, 5 de abril de 2016

Xingamentos, ameaças e detenção marcam tarde quente na Câmara de Santa cruz do Capibaribe


O que seria mais uma tarde de reunião ordinária na Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Capibaribe transformou-se em uma tarde tumultuada e cheia de muitas polêmicas na sede do Legislativo da Capital das Confecções.

Tudo começou quando o popular Clodoaldo Barros se dirigiu até à mesa diretora da Câmara e tomou em suas mãos e jogou no chão, de forma violenta, projetos e requerimentos que seriam analisados e votados pelos vereadores na tarde desta quinta. Clodoaldo estaria revoltado com a demora em obter respostas a pedidos de informações feitos por ele à Câmara.

De imediato a atitude do popular despertou a indignação de vereadores, os mais exaltados foram Luciano Bezerra e Zé Minhoca, que chegou a dar voz de prisão a Clodoaldo, por sua atitude. Zé Minhoca o impediu de deixar a Câmara. Após se desentender com Zé Minhoca, foi a vez do presidente da Câmara Afrânio Marques bater boca com Clodoaldo. Assim como aconteceu com Zé Minhoca, vereadores e populares que estavam nas galerias da Câmara interviram e evitaram que a confusão aumentasse ainda mais.

Poucos minutos depois de instaurada a confusão uma equipe da Guarda Municipal, comandada pelo secretário executivo de Defesa Social, Junior da ROCAM, chegou à Câmara e conduziu Clodoaldo até a Delegacia de Polícia onde, segundo ele, será confeccionado um boletim de ocorrência contra o acusado, que não esboçou reação e foi levado de forma pacífica pela equipe da Guarda.

Fonte: Blog do César Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário