segunda-feira, 14 de março de 2016

Edson Vieira visita a Central de Feiras e Mercados de Santa Cruz do Capibaribe


Começou a funcionar neste domingo (13), a Central de Feiras de Mercados, umas das obras mais aguardadas pela população de Santa Cruz do Capibaribe. A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, concluiu em 150 dias uma obra. Localizada na Avenida Bela Vista, as margens da PE-160, a Central foi uma parceria entre os Governos Estadual e Municipal orçada em R$ 770 mil.

Ao visitar as novas instalações da Feira Livre, Açougue e Mercado Municipal, o prefeito Edson Vieira (PSDB) ressaltou a sua satisfação em ver a Central em pleno funcionamento. “Nada me deixa mais satisfeito e feliz do que ver na face do povo de Santa Cruz do Capibaribe, a alegria e o agradecimento a nossa gestão pela construção desse novo espaço. Obrigado às secretarias envolvidas neste trabalho, aos feirantes e aos munícipes por nos ajudar a realizar este sonho” declarou o prefeito.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Bezerra, aspectos de logística e estacionamento serão ajustados no decorrer das próximas semanas em conjunto com a secretária de Mobilidade Urbana. “Neste primeiro dia de feira já estamos estudando o funcionamento da Central e planejando as possíveis melhorias. Algumas medidas acontecerão em parceria com outras secretarias, principalmente da parte de trânsito, onde pretendemos melhorar o fluxo e a sinalização. No mais, sabemos que qualquer mudança requer um tempo de acomodação e aprimoramento,” pontuou o secretário.

A organização e higiene propostas pela Central estão entre os aspectos que mais agradarão aos feirantes da Capital da Confecção. “Gostei da ideia desde o início, não só pela questão da unificação das feiras, mas pela organização com que fomos alojados e a limpeza, pois antes comercializamos juntos as rações,” destacou a vendedora de cereais, Josefa Nailza. Opinião semelhante a do açougueiro Severino Lino: “Trabalhávamos em condições precárias, próximo ao rio, hoje temos um espaço limpo, agradável e adequado para comercializar nosso produto,” comentou o feirante há 25 anos, seu Bibi, como popularmente é conhecido.

Além da população local, a Central será o destino de muitos moradores de municípios vizinhos que aprovaram o novo local de comercialização de frutas, verduras e cereais. “Na minha opinião, a construção deste espaço foi uma das boas ações que o Governo Municipal fez em favor de seu povo, porque aquele açougue era um prédio sem condições de continuar funcionado. Moro no Brejo (da Madre de Deus) e sempre que puder vou vim fazer minha feira aqui,” disse o agricultor, Severino Antônio de Moraes.

De acordo com a Gerência de Feiras e Mercado, a Central será aberta diariamente, porém haverá um dia para limpeza e manutenção, que será definido pelos feirantes durante esta semana. O horário de abertura será sempre às 5 da manhã, com fechamento de segunda a sábado às 18 horas e no domingo fechará às 13 horas.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário