sábado, 12 de março de 2016

Acic recebe visita do ministro das Comunicações do Brasil


A Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) sediou a primeira visita de um ministro das Comunicações da Presidência da República ao município. No auditório da Acic, na tarde de ontem (10), o ministro André Figueiredo esteve reunido com integrantes da Câmara Setorial dos Veículos de Comunicação da Entidade para discutir o processo de migração de AM para FM e da relação do Ministério com os meios de comunicação. O encontro promovido pela Prefeitura de Caruaru também contou com a presença do presidente da Associação das Empresas de Radiodifusão de Pernambuco (Asserpe), Cleo Niceias, o vice-presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Vicente Jorge, o deputado federal Wolney Queiroz, o prefeito e o vice-prefeito de Caruaru, José Queiroz e Jorge Gomes, respectivamente, e o presidente da Câmara dos Vereadores de Caruaru, Leonardo Chaves. Na oportunidade, José Queiroz anunciou um projeto de televisão pública para a cidade que será submetido à apreciação do Ministério.

O presidente da Acic, Osíris Lins Caldas, destacou o fortalecimento da mídia local através da visita. “Para a Acic, é uma honra receber este evento. Para a Câmara Setorial dos Veículos de Comunicação é um momento histórico. Temos aqui na Associação um trabalho diário e significativo no sentido de desenvolver a comunicação regional. Este encontro abrilhanta todo o esforço que é feito. Todos que estão participando fazem parte da imprensa de Caruaru que cada vez mais evolui e nos traz as melhores informações”. André Figueiredo disse ser indispensável a interação entre governo, entidades e empresas na busca de soluções integradas para as necessidades do País. “Estamos tendo um contato mais próximo com toda a imprensa de Pernambuco, com os setores que fazem esse importante instrumento de contato da população com seus gestores, que pode se utilizar da radiodifusão para divulgar problemas, questionamentos, sugestões e inquietações. Então, é uma forma extremamente participativa que estamos traçando à frente do Ministério. Desse constante diálogo queremos, consequentemente, passar os programas que estamos construindo, como os casos da migração AM para FM, do desligamento da TV analógica para a TV Digital e da universalização da banda larga, para propiciar, inclusive, um acesso mais adequado à telefonia móvel”.

Sobre a migração AM (modulação de amplitude) para FM (freqüência modulada), afirmou que: “78% das rádios comerciais do Brasil desejam migrar para a FM. Em função da limitação de canais vagos no espectro de Caruaru, as três que pediram a alteração estão no lote residual”. O ministro está com retorno previsto à Brasília para esta sexta-feira (11). Ele esteve cumprindo agenda no Estado desde quarta-feira (9).

Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário