sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe reforça trabalho de fumacê


Com o objetivo de reforçar as medidas de combate ao Aedes aegypti e outros mosquitos, a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretaria de Saúde, recebeu três novas bombas de Ultra Baixo Volume (UBV) Leve do governo estadual. Ao longo desta quinta-feira (25), quase 30 agentes de endemias participaram de um treinamento específico, onde aprenderam a manusear e compor os inseticidas liberados pelo equipamento.

Popularmente conhecida como fumacê, as novas UBV leves irão se juntar as outras seis existentes na Capital da Confecção. “A partir da segunda semana de março, adotaremos uma nova rota para as duplas que utilizarão as UBV Leves. A proposta inicial é encaminha-los para bairros do município onde há maiores índices de proliferação de mosquitos”, explicou o coordenador de Vigilância Ambiental, Kaio Magno.

Segundo o secretário de Saúde, Breno Feitoza, a ação de pulverização propostas pelas UBV Leves não diminui o papel da população na prevenção e combate aos focos de mosquitos. “As novas bombas irão aumentar a atuação do poder público no combate aos transmissores de doenças sérias, como a Dengue e a síndrome congênita do vírus Zika. No entanto, é indispensável que a população assuma o seu papel de combatente, nessa guerra contra os Aedes,” frisou o secretário.

Os agentes de endemias recomendam à população, por onde passará o fumacê, que deixe portas e janelas abertas por 30 minutos. Embora o inseticida não seja prejudicial à saúde de humanos, recomenda-se ainda que durante esse período o morador do imóvel permaneça em local aberto.

O trabalho das bombas costais consiste na aplicação de inseticidas, pulverizando gotas do produto através de partículas (névoa) mais leves que o ar, permanecendo suspensas no ambiente por determinado período, de modo a atingir o inseto alvo, sejam mosquitos, pernilongos ou outros.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário