quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Apenas 4 das 304 autoescolas de PE têm simulador para prova prática


Apenas quatro das 304 autoescolas de Pernambuco possuem o simulador para treino prático, item obrigatório antes da prova do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) para tirar a carteira de habilitação na categoria B, para carros. A utilização da tecnologia era opcional até o ano passado, mas a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) tornou obrigatório o uso do equipamento desde 1º de janeiro deste ano em todo o país.

Segundo alguns donos de autoescolas, a falta do equipamento nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) se dá pelo valor da tecnologia e por poucas empresas fornecerem o material. Em todo o país, apenas três fabricantes estão aptos a vender o equipamento.
Presidente do Detran (foto reprodução Rede Globo)  
O presidente do Detran-PE, Charles Ribeiro, explica que, apesar de a regulamentação do Contran, os alunos que se matricularam e tiverem a etapa prática para realizar não devem ser prejudicados pela falta de equipamentos nas autoescolas. O órgão entrou em contato com o Denatran, órgão regulador em Brasil, relatando as dificuldades locais.

"Tirando o Rio Grande do Sul e uma parte de São Paulos, os Detrans estão detectando o mesmo problema que a gente. Nós recebemos um óficio dos CFCs solicitando uma prorrogação ou até suspensão dessa obrigatoriedade. Nós não concordamos, mas, para não prejudicarmos os alunos, encaminhamos o ofício até o Denatran e eles estão analisando a questão. Como eles ainda não nos responderam, segue em vigor a obrigatoriedade", afirma o presidente.

Dono de uma das quatro autoescolas que possui o aparelho, Manoel Ferreira diz ter comprado a tecnologia por R$ 33 mil, ainda em 2014. Além do custo, o produto demorou para chegar e teve o custo de treinamento do instrutor. "Demorou seis meses pra chegar. O instrutor está acostumado com o carro e aqui é uma máquina, um computador. Além da demora para chegar, o instrutor precisa de um mês, um mês e meio para se acostumar também", aponta.

Fonte: G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário