sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Procon de Santa Cruz do Capibaribe orienta a população sobre a lista escolar


Com aproximação do início do ano letivo, o Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (PROCON) de Santa Cruz do Capibaribe busca orientar os pais de alunos sobre a composição dos itens da lista escolar. A obrigatoriedade da compra do material em determinado estabelecimento comercial e a inclusão de itens que não estão de acordo com a Proposta Político Pedagógico (PPP) estão entre as principais reclamações e dúvidas da população.

Após reuniões com o Ministério Público de Pernambuco, entidades escolares, associações de pais de alunos, o PROCON-PE elaborou uma Nota Técnica listando o que pode ou não ser pedido pelas escolas. “A Nota Técnica tomou como base a Lei Estadual n° 13.852/2009, onde no artigo 4° menciona que não poderão ser incluídos nas listas de material didático-escolar itens que não estão ligados diretamente às atividades desenvolvidas no processo de aprendizagem,” explica o advogado e conciliador do PROCON no município, Thalys Henrique.

De acordo com a Nota Técnica, materiais de limpeza em geral, de construção civil, brinquedos, medicamentos, pen drive e outros 44 itens não podem ser solicitados pelas instituições de ensino pública ou privada. “Ao estabelecer a permissão e a proibição de determinado material, o PROCON busca proteger o consumidor de práticas abusivas. Assim como, equilibrar e harmonizar as relações entre comprador e vendedor,” destacou a gestora comercial do PROCON, Sulinéia Silva.

Segundo a Lei 13.852/2009, que normatiza a adoção de material didático-escolar, é vedado ao estabelecimento de ensino condicionar a participação do aluno nas atividades escolares à aquisição ou posse do material didático-escolar exigido. Caso aconteça a violação de algum item da lista ou conduta ilegal por parte da unidade educacional, os pais devem acionar o PROCON munido de um documento original com foto, comprovante de residência e a lista de material escolar impressa.

A Nota Técnica com todos os itens escolares permitidos e proibidos pelo PROCON, está disponível ao consumidor na agência do órgão situada na Avenida Padre Zuzinha, 496, centro, ou pelo fone (81) 3731-0313. A instituição fica aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Informações da assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário