sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

O calendário eleitoral de 2016 tem algumas mudanças


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou em novembro do ano passado o calendário das eleições municipais deste ano, onde serão disputados o comando das prefeituras de todo o país e a composição das câmaras de vereadores. As principais mudanças foram motivadas por adaptação às regras aprovadas pelo Congresso, que alteraram, por exemplo, o prazo para início da campanha e a data-limite para candidatos se filiarem às legendas pelas quais pretendem concorrer.

Abaixo algumas mudanças importantes:

Prazo de filiação - A data para os candidatos se filiarem a partidos pelos quais pretendem concorrer mudou. Nas eleições de 2014, eles tinham que se filiar com pelo menos um ano de antecedência. Agora, poderão ingressar na legenda seis meses antes, até o fim de março. Convenções partidárias - As convenções partidárias para escolha dos candidatos, deverão ocorrer entre 20 de julho e 5 de agosto. Antes, ocorriam entre 10 e 30 de junho.

Início da campanha - A campanha começará oficialmente em 16 de agosto, ao contrário das eleições de 2014, onde os candidatos podiam pedir votos já a partir de 6 de julho. Propaganda no rádio e na TV - A propaganda no rádio e na TV, por sua vez, começa a ser transmitida em 26 de agosto. Em 2014, os programas começaram a ser exibidos em 19 de agosto.

Primeiro e segundo turnos - O primeiro turno da disputa eleitoral está marcado para 2 de outubro, primeiro domingo do mês. O segundo turno, só ocorre em cidades com mais de 200 mil eleitores e será no dia 30 de outubro, último domingo do mês. Nos dois dias, a votação começa às 8h e termina às 17h, horário em que também começa a apuração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário