sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe lança “Coordenadoria da Mulher Explica”



No intuito de aproximar a Coordenadoria da Mulher da população, a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretária de Cidadania e Inclusão Social, lançou na manhã desta quinta-feira (10), o “Coordenadoria da Mulher Explica”. O novo canal funciona através do aplicativo WhatsApp, possibilitando aos usuários do serviço tirar dúvidas e pedir direcionamentos em casos de violência doméstica e intra familiar. Como a Lei Maria da Penha tem muitos elementos normativos diferentes das demais Leis Federais, o “Coordenadoria da Mulher Explica” visa auxiliar as pessoas na compreensão correta desta lei criada em 22 de setembro de 2006. “Além de tirar dúvidas sobre a lei, esse instrumento auxiliará as pessoas que conhecem alguém que sofre violência, mas não sabem como agir nesta situação”, ressaltou a coordenadora da Mulher, Iana Paula.

Para garantir uma análise mais ampla, a dúvida será esclarecida pela equipe do Centro de Referência da Mulher e no prazo máximo de dois dias úteis, o usuário receberá a resposta. “Gostaria de ressaltar que a prioridade do canal é tirar dúvidas. Casos de violência que necessitem ação imediata deverão ser denunciados no serviço ‘Cidadã Pernambucana’ através do 0800.281.818,” explicou a coordenadora. Vale ressaltar que em ambos os serviços a identidade do usuário ou da mulher violentada é mantida em absoluto sigilo.

Segundo a secretária de Cidadania e Inclusão Social, Alessandra Vieira, é mais um instrumento de combate a violência sofrida diariamente pelas mulheres. “O ‘Coordenadoria da Mulher Explica’ irá nos auxiliará a avançar ainda mais nas políticas públicas voltadas para mulher em nosso município. Santa Cruz do Capibaribe tem se destacado muito no desenvolvimento de ações preventivas e de enfrentamento a violência doméstica,” declarou Alessandra. O trabalho desenvolvido pela Coordenadoria da Mulher da Capital da Confecção tem contribuído significativamente para a diminuição dos índices de agressão contra a mulher. No Mapa da Violência de 2012, entre 5.565 municípios brasileiros, Santa Cruz do Capibaribe ocupava a posição de número 152 no ranking de homicídios de mulheres. Em 2015, os números caíram e o município passou a ocupar a posição de número 651.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário