quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Campanha de combate às viroses chega aos bairros de Santa Cruz do Capibaribe


Palestras nas escolas, panfletagens, aplicação de larvicida, visitas domiciliares, entre outras ações marcaram o início do mutirão de combate às viroses, nesta terça-feira (24), no bairro São Miguel. A iniciativa da Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, através da Secretária de Saúde, busca orientar a população na prevenção de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti.

A postura do município em mobilizar dezenas de voluntários e a população no enfrentamento ao mosquito causador da Dengue, Chikungunya e Zika, é mais uma ação de prevenção que chega as ruas da Capital da Confecção. “Diariamente buscamos formas de conscientizar os munícipes da importância de sua participação nessa campanha. 

Serão aproximadamente 100 pessoas nas ruas orientando e prevenido a população contra os malefícios dessas viroses”, destacou o secretário de Saúde, Breno Feitoza.

De acordo com o supervisor dos agentes de endemias, Uberlândio José, o mutirão atuará em duas vias, enquanto o agente de endemia fiscaliza os reservatórios de água com o responsável pelo imóvel, o agente de saúde orienta os demais moradores no combate aos focos de proliferação do mosquito. “Pretendemos mobilizar todos os integrantes da casa nessa campanha. Então, agentes e voluntários atuam simultaneamente durante as visitas domiciliares”, frisou o supervisor.

Ação Educativa:

Enquanto as famílias acolhem os agentes e voluntários, na Escola Municipal João Maia Neto, crianças e adolescentes aprendem uma lição extra de saúde pública com os integrantes do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). “Ao longo do mutirão, iremos percorrer as sete escolas públicas localizadas nas áreas de maior índice de proliferação do mosquito. Como o nosso público alvo são crianças e pré-adolescentes, optamos por palestras educativas e ilustrativas,” explicou a coordenadora do NASF, Monique Lima.

Além do NASF, a iniciativa conta também com agentes de saúde de todos os bairros. “Não podíamos ficar parados em meio aos altos índices de pessoas infectadas. Depois de atender ao meu quarteirão, vim para o São Miguel difundir as orientações de prevenção e combate aos focos de proliferação dos mosquitos”, ressaltou o agente do bairro Nova Santa Cruz, Joalisson Clemente.

A população do bairro aprovou as ações e principalmente o uso do larvicida. “Parabenizo a gestão e as pessoas que estão trabalhando nessa ação. Fiquei muito contente quando o rapaz colocou o larvicida na minha cisterna, agora estou mais tranquila e convicta que venceremos esse mosquito”, disse a moradora do São Miguel, Maria José. Nesta quarta-feira (25), as ações continuarão nos bairros Nova Santa Cruz e Bela Vista.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário