terça-feira, 30 de junho de 2015

Dilma enfrenta protesto antes de jantar com Obama

Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidente Dilma Rousseff (PT) e comitiva foram alvo de protestos quando deixavam, em comboio, a Blair House, residência de hóspedes oficiais do governo norte-americano, em direção a um jantar na Casa Branca. “Fora Dilma. Fora Lula. Fora PT”, gritavam quatro manifestantes, posicionados atrás de grades de isolamento, a mais de cem metros de distância. Pouco antes, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, também ouviu as manifestações enquanto aguardava o restante da comitiva. Demonstrando contrariedade, acenava negativamente com a cabeça.

O jantar na Casa Branca foi o segundo compromisso de Dilma em Washington. Ela realiza uma visita de Estado a convite de Obama. A visita oficial deveria ter ocorrido em outubro de 2013, mas foi cancelada por Dilma depois da revelação do esquema de espionagem envolvendo a NSA, a agência de segurança nacional dos Estados Unidos.

Em um compromisso que não constou da agenda oficial dos dois presidentes, Dilma foi recebida por Obama na Casa Branca, e, em seguida, os dois seguiram no mesmo carro para uma rápida visita ao memorial de Martin Luther King, que durou menos de dez minutos. O memorial teria sido escolhido para abrir a visita oficial porque Luther King lutou por igualdade, justiça, no combate ao racismo e à intolerância, valores compartilhados pelos dois países.

Fonte: Blog da Folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário