sábado, 23 de maio de 2015

Plano Municipal de Educação debate Inclusão e Gestão Democrática


Foi realizada pela Secretaria de Educação de Santa Cruz do Capibaribe, na manhã desta quinta-feira (21), câmara de vereadores, a 8ª Audiência Pública sobre o Plano Municipal de Educação. A iniciativa debateu Inclusão e Gestão Democrática, através das metas 4, 19 e 20 do PME.


A meta 4 tem o objetivo de universalizar a população de 4 a 17 anos com deficiência, transtornos globais, altas habilidades e superdotação ao acesso a educação básica e atendimento educacional especificado na rede de ensino regular. Já a 19, busca assegurar em 2 anos a efetivação da gestão democrática da educação associada a critérios técnicos de mérito e desempenho a consulta pública. A meta 20 visa ampliar o investimento em educação pública de formar a atingir, no mínimo, o patamar de 7% do produto interno bruto do país no quinto ano de vigência do PME.


“Diante de um processo de construção coletiva, com a demonstração de um forte espírito democrático, o novo PME nos enche de esperança e nos aponta para um caminho em que a educação é alicerce para o desenvolvimento de uma sociedade plena”, falou Moisés Américo, coordenador do Plano Municipal de Educação em Santa Cruz.


O Secretário de Educação Joselito Pedro, destacou a participação dos profissionais da educação em meio aos encontros do PME. “Agradeço a todos que fazem a educação em Santa Cruz pela colaboração na construção do nosso Plano Municipal de Educação. Tivemos aqui muitas discussões e embates, porém tudo em prol de uma educação de qualidade”.


“Fico feliz por ter contribuído na elaboração do Plano Municipal de Educação, fiz minhas ponderações, deixei meu ponto de vista em diversos temas, acredito que assim, com esse espirito democrático, teremos uma educação voltada para todos”, disse a professora Fabiana Barbosa.


O próximo passo será entregar ao Gabinete do Prefeito a documentação referente ao Plano Municipal de Educação, posteriormente será enviado à câmara de vereadores para ser submetido à aprovação dos legisladores. Ocorrendo tudo dentro do previsto, em 24 de junho será sancionada a lei do PME.

Informações da Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário