quinta-feira, 28 de maio de 2015

Em entrevista, Secretário Sebastião Oliveira cita a duplicação da BR-104


Apesar do corte de gastos do Governo Federal, o secretário de Transportes do Estado, Sebastião Oliveira, afirmou, em entrevista a Rádio Folha do Recife nesta quinta-feira (28), que a pasta deve gastar, no mínimo, R$ 300 milhões ainda este ano. A reestruturação da BR-232 é um das prioridades, segundo o secretário, o governador Paulo Câmara (PSB) não será conhecido como o gestor que irá acabar com a via. “Ele vai ficar conhecido como gestor que recuperou a BR-232 em tempo hábil”, disse.

“O que for necessário fazer, iremos fazer, caso seja preciso fazer investimento publico, nós vamos fazer o investimento publico. O governador me encomendou e já licitei e contratei uma empresa que ganhou a licitação que é a Projetec. A empresa já está em campo fazendo toda a obra de restauração da 232, inclusive com a colocação de pátio de balanças, dentro do estudo, está se vendo se é possível uma concessão publica e a partir daí nós vamos ver que decisão nós vamos tomar”, completou, não descartando cobrar pedágio na via.

Trecho da BR-104 já duplicada! 
O secretário citou de onde virá a verba que será utilizada nas obras neste ano. “Temos o fundo rodoviário de Pernambuco, com R$ 200 milhões. Devemos ter no CID (Contribuição de Intervenção e Domínio Econômico) de mais de R$ 15 milhões e mais R$ 4,5 milhões, temos ainda o remanescente da 408, que ainda tem R$ 11 milhões e temos a BR-104 que nós vamos dar início, que é a variante de Toritama até o Pão de Açúcar”, relatou Oliveira.

De acordo com o secretário, a sua pasta já está economizando nos gastos e diminuindo todo tipo de custeio. Porém, segundo ele, o Estado não vai parar de executar obras.

Reunião com Ministro dos Transportes Antonio Carlos Rodrigues

Sebastião Oliveira confirmou que estará reunido com o Ministro de Transportes, Antônio Carlos Rodrigues, na próxima segunda (1º). O encontro será para discutir novos recursos a serem utilizados no Estado.

“Pernambuco tem uma conta de 4% do valor geral da CID e iremos discutir o repasse disso que começa a partir de outubro deste ano”, afirmou o secretário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário