quarta-feira, 13 de maio de 2015

0 Ex-presidente Lula silencia sobre declarações de Pedro Corrêa


O ex-presidente Lula negou-se a comentar as declarações do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE) à CPI da Petrobras, nesta terça-feira (12), segundo as quais “só não prenderam Lula (até agora) porque ninguém tem coragem”.

Segundo Corrêa, foi o ex-presidente quem indicou Paulo Roberto Costa para a diretoria de abastecimento da estatal, onde seria o “homem do PP”.

“O diretor, se eu não me engano, era um tal de Manso, que se atritou com a diretoria e o presidente Lula convidou o Paulo Roberto Costa para substituí-lo. Essa foi a notícia que chegou para mim”, disse Corrêa.

Pedro Corrêa é acusado de receber R$ 5,3 milhões do esquema de corrupção da Petrobras por intermédio de Paulo Roberto e do doleiro Alberto Youssef. Mas ele nega o recebimento.


Sobre a prisão do ex-presidente, declarou: “Qual é a influência hoje dele (Lula) se querem botá-lo na cadeia? Agora ninguém tem coragem de botar ele na cadeia. Porque eu tenho certeza que, aí sim, vai existir o que aconteceu na época do Getúlio (Vargas) quando ele deu um tiro no peito e o povo saiu para rua com paus, panelas para quebrar tudo”.

Questionado sobre se acredita na hipótese de o ex-presidente ainda ser preso, declarou: “Eu, se tivesse uma bolinha de cristal, certamente não estaria aqui. Mas eu acho, na minha avaliação pessoal de um camarada que está fora da política desde 2006, que a prisão dele (Lula) seria uma catástrofe para esse país”.

E acrescentou: “Pelo que conheço da minha região, o Nordeste, e pelo que andei nas casas daquele povo pobre, a gente quando chega lá encontra um retrato do padrinho Padre Cícero junto com o de Lula e o de Miguel Arraes. Colocar o rico contra o pobre é uma coisa difícil de se enfrentar”.

Fonte: Inaldo Sampaio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário