quarta-feira, 12 de novembro de 2014


PM é preso no Recife em operação da PF contra lavagem de dinheiro

Ação envolvia três organizações criminosas que agiam em 13 estados. Grupo fraudava com jogo do bicho, caça níqueis e títulos de capitalização.


Foto: Anna Tiago/G1
Três organizações criminosas foram desarticuladas pela Operação Trevo, da Polícia Federal, acusadas de agir em 13 estados em um esquema de fraudes e lavagem de dinheiro por meio de jogos do bicho, montagem de máquinas caça-níqueis e comercialização irregular de títulos de capitalização. No Recife, um policial militar foi preso, acusado de envolvimento com essa quadrilha e com outros grupos que atuavam na área de exploração de jogos de azar. O balanço parcial da operação, deflagrada nesta quarta-feira (12), foi anunciado ainda durante a manhã.

Carros apreendidos durante a operação (Foto: Divulgação/ Policia Federal)

Estima-se que as três organizações tenham movimentado mais de R$ 1 bilhão em todo o País. A operação pretende cumprir 36 mandados de prisão preventiva - sendo 24 em Pernambuco - e 32 mandados de busca e apreensão. Devem ser cumpridos ainda 57 mandados de busca e apreensão e 47 mandados de sequestro de bens, entre eles veículos de luxo. A PF não divulgou quantas pessoas foram detidas nem a quantidade de material apreendido.

Entenda o caso:

A Operação Trevo, deflagrada na manhã desta quarta (12), procura desvendar um esquema de fraudes e lavagem de dinheiro em 13 estados brasileiros. O esquema movimentou cerca de R$ 1 bilhão segundo a PF. Há investigações em andamento em Pernambuco, Rio Grande do Sul, Alagoas, Amazonas, Goiás, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba, Espírito Santo, Pará, Piauí e Minas Gerais.

Fonte: G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário