segunda-feira, 17 de novembro de 2014


Novos capítulos na novela do grupo Taboquinha



Como todos já sabem, a novela do grupo taboquinha está longe de acabar, muito pelo contrário, a cada dia que se passa os capítulos vão ficando mais quentes e novos personagens entram em cena.

Depois da derrota em 2012, o que resultou em pedaços do grupo para todo lado, logo começou o ensaio de uma possível renovação do grupo. Houve reuniões, muita conversa bonita, ao ponto até de vários analistas políticos darem seu aval de que não existiria mais briga no grupo Taboquinha.

Então, chega 2014 e as eleições de nível nacional e estadual. Até aí tudo bem. Porém, bastou começarem as articulações para a escolha dos nomes para deputados federal e estadual, que todos puderam comprovar, que como em 2012, os interesses pessoais e projetos futuros falaram mais alto. Logo surgiram três pré-candidatos a deputado estadual, sendo eles os vereadores Ernesto Maia e Fernando Aragão, e o ex-prefeito Toinho do Pará, mais a cogitação do deputado federal Zé Augusto de também tentar uma vaga para estadual.



Foto: Internet
Contudo, passados alguns capítulos, Fernando Aragão abriu mão de ser candidato em nome da “união do grupo”, mas seus colegas de grupo mantiveram suas candidaturas, sendo que ao mesmo tempo Ernesto Maia lançou Fernando Aragão para 2016.
Já o deputado Zé Augusto alegou problemas com seu partido, o PROS, e também anunciou que abriria mão de ser candidato pela “união do grupo”. Porém, como é de conhecimento, os problemas na justiça foram os principais motivos para o deputado não sair candidato.

Foto: Internet
Eis que surgem os novos personagens na longa novela Taboquinha, os pré-candidatos a deputado federal Ricardo Teobaldo, apoiado por Toinho do Pará e Zé Augusto, e Luciano Bivar, apoiado por Ernesto Maia e seu grupo de vereadores.


Foto: Internet
As eleições passaram e apenas Ricardo Teobaldo conseguiu se eleger deputado federal, isso mostra que Zé Augusto ainda é o líder do grupo. Todavia o vereador Ernesto Maia tenta mostrar que não estava de brincadeira quando colocou Fernando Aragão como pré-candidato a prefeito para 2016, o que escancara de vez a briga dentro do grupo. A guerra passou da questão política para pessoal, chegando ao ponto do deputado Zé Augusto ter afirmado que teria sangue puro se seu sobrinho o vereador Ernesto Maia não teria. Por sua vez, Ernesto também falou em emissora de rádio que a traição não foi política e sim de sangue.

Próximas cenas em breve!

Nenhum comentário:

Postar um comentário