sexta-feira, 14 de novembro de 2014



Confira os assuntos abordados na reunião da Câmara de Santa Cruz do Capibaribe





Junior Gomes: o presidente da Câmara iniciou seu discurso ressaltando a visita que fez junto com outros vereadores, desportistas e moradores ao bairro da Palestina, destacou a beleza da vista do ponto mais alto da cidade e citou que é importante o poder público ter um olhar diferenciado para a localidade, pois é um ponto turístico importante da cidade. O vereador parabenizou a prefeitura, o prefeito Edson Vieira, Bruno Bezerra, Lenildo Araújo e Pablo Ricardo, pela implantação da Feira de Produção Familiar e destacou que o sucesso do evento mostra que a gestão está trabalhando pelo homem do campo. Em outro ponto parabenizou a Comissão de Análise de Processo Administrativos da Prefeitura, que analisou o processo da professora Socorro Maia, constatando diversas irregularidades nos contratos e por isso a mesma foi demitida, tendo que devolver mais de 600 mil reais.



Pipoca: falou da sua felicidade com o sucesso da Feira da Produção Familiar e que no ano passado fez um requerimento para que as escolas municipais de Santa Cruz do Capibaribe fazerem uso dos alimentos dos produtores que fazem parte da agricultura familiar. Falou também sobre os Conselhos Municipais de Segurança e de Combate às Drogas, dos resultados de sucesso conquistados pelo projeto Transformar, que vem comprovando que está dando certo com o apoio da população e muitas pessoas estão sendo inseridas e querendo ser ajudados.


Zé Elias: começou com votos de pesares a famílias tradicionais de Santa Cruz pela perda de entes queridos e parabenizou aos alunos que ganharam medalhas nas olimpíadas de conhecimento em astronomia. Fez cobrança para que a obra de duplicação da PE-160 reinicie o mais rápido possível, parabenizou o evento Louva Santa Cruz, agradeceu a aprovação de vários requerimentos de sua autoria e disse que foi procurado por moradores da zona rural do município para que sejam enviadas viaturas da Polícia Militar para as localidades.



Ronaldo: parabenizou os estudantes do Instituto Olavo Bilac pela a premiação na Olimpíada de Astronomia. Ressaltou o trabalho que Nego Zé na Secretaria de Serviços Públicos. Falou também sobre o Calçadão, que pessoas estão fazendo acusações sem apurar os fatos, ele procurou o secretário Bruno Bezerra e o mesmo lhe mostrou toda documentação que já passou pelo Ministério Público, disse também que é preciso falar os nomes de quem estaria cometendo irregularidades para que possam provar. O vereador parabenizou todos os envolvidos na Feira da Produção Familiar e o sucesso do evento. Finalizou convidando a todos para participar das atividades do Dia do Azul, que é comemorado em 14 de novembro, por projeto de sua autoria.



Zé Minhoca: parabenizou Instituto Olavo Bilac, os alunos que ganharam as medalhas, como também seus pais. Falou da importância do código postal que está sendo implantado em Santa Cruz, onde cada rua terá um CEP e os Correios estão enviando para serem divulgados. Ressalto sobre a importância do exame para detectar o câncer de próstata, que a maioria dos homens tem receio de fazer, mas é muito importante, pois a doença tem cura quando diagnosticada antecipadamente e citou como exemplo o caso do seu irmão que nunca quis fazer o exame e quando resolveu fazer já foi tarde demais, a doença o levou.



Helinho: o vereador parabenizou aos alunos da escola Olavo Bilac pela conquista das medalhas. Agradeceu ao convite de Marcos da Palestina para conhecer o ponto mais alto da cidade, um local de grande potencial turístico e que é seu dever lutar pela a infraestrutura do local. Helinho lamentou pelo acidente do vereador Galego de Mourinha. Falou também sobre as estradas de Pernambuco, que estão em total estado de abandono e que tudo que é para Santa Cruz acaba parando, como a PE-160 e que alegam que é por conta de lei de responsabilidade fiscal, mas ela acha que não é e espera que a duplicação volte em janeiro como foi falado.



Fernando Aragão: disse que a lei de responsabilidade fiscal está servindo para justificar tudo, se o prefeito não trabalha coloca a culpa na lei. Ele disse saber que a folha de pagamento está inchada, mas não tem como provar, pois nunca é entregue documento algum quando é solicitado. Criticou a forma que os vereadores de situação defendem o prefeito chegará ao ponto do povo pensar existe algo de errado na gestão. Sobre haver algo errado com Socorro Maia, ele destacou que cabe recurso. Fernando falou que o prefeito fez um pedido de orçamento suplementar para pagar a funcionários e ele votou contra na comissão e irá votar contra no plenário. Ele disse que acha estranho estar sendo pago mais de 2 milhões de reais ao CONIAPE. Citou também a visita do senador Armando Monteiro à cidade nesta sexta e que estão colocando que ele está tentando impor sua candidatura a prefeito em 2016, mas na verdade não está impondo nada, está com um grupo de pessoas que não está satisfeito com o partido que está precisando de um novo rumo.



Luciano Bezerra: iniciou parabenizando aos alunos da escola Olavo Bilac como também aos professores e seus pais. Falou sobre a carta aberta que encaminhou à população, que quando escreveu sabia o peso de cada palavra e que não está fazendo medição de valor ao projeto do deputado, mas tem intuito de provocar o debate junto à sociedade, criticou algumas pessoas que não entenderam o projeto, que até um assessor do deputado Zé Augusto fez um comentário e logo depois pediu desculpas, reconheceu que se tratava de uma zona franca e não uma zona de processamento. Ele ressalta a importância de convidar o deputado Zé Augusto, o prefeito, a Câmara e toda sociedade civil para debater sobre esse projeto de lei e buscar o que for melhor para a região.



Ernesto Maia: começou seu discurso falando sobre o caso da professora Socorro Maia, que ela irá entregar os documentos e a população irá tomar conhecimento de quem tem razão. Citou as declarações que deu à imprensa de que Jessyca estava plantando e iria colher e que o tempo de engavetamento de CPI está para acabar. Falou de uma placa colocada por um comerciante protestando contra a falta de segurança e disse que isso o faz ficar com vergonha de ser político, contudo tem de atender ao clamor das ruas, é preciso que algo seja feito. Lembrou que em outra reunião Ronaldo Pacas parabenizou Diogo Moraes porque obras de duplicação não tinham parado, mas na mesma semana parou e acha que as explicações do deputado foram piores que a paralisação da obra, e para finalizar desafiou qualquer um dos vereadores a assinar em baixo nas declarações do deputado de que a duplicação volta em janeiro, que o estado tem um rombo de mais de 8 bilhões, que a culpa é de Paulo Câmara e aqueles que ajudaram eles se eleger.



Vânio Vieira: falou sobre um discurso seu antes das eleições sobre a gravação de uma fala do deputado Diogo Moraes, onde ele dizia que achava bom a obra começasse durante o período eleitoral que era para estourar de votos. Falou também sobra a obra do Calçadão, que só foi construída para enganar o povo, foi construído rápido, colocaram para o povo que a duplicação seria feita rápido igual ao Calçadão, mas parou e ninguém sabe quando irá voltar, muita gente foi enganada, votaram pensando que a duplicação seria feita e não passou de uma mentira, as pessoas não têm esperança de quando essa obra irá recomeçar e pode servir de jogo político para outras eleições.



Zezin Buxin: também iniciou parabenizando os alunos da escola Olavo Bilac e ressaltou a capacidade do povo de Santa Cruz. Comentou a respeito da implantação dos novos CEP das ruas de Santa Cruz do Capibaribe. Ressaltou o sucesso da Feira da Produção Familiar, que a idealização foi da Irmã Tereza, com a participação de Lenildo, Pablo Ricardo, Bruno Bezerra e graças a esse pessoal trabalhando pela zona rural, as associações estão sendo beneficiadas por projetos que antes não chegaram até eles. Citou as colocações de Ernesto Maia com relação à placa que foi colocada por um cidadão, não tira a razão do cidadão, mas que a onda de violência é em todo Brasil, porém o vereador Ernesto tentou jogar a culpa para a bancada de situação. O vereador falou que foi assaltado nas gestões de Zé Augusto e de Toinho do Pará e nem por isso colocou a culpa em ninguém. Ele finalizou dizendo que a oposição age dessa forma por ter aprendido com Zé Augusto, que fazem política sem futuro.



Dida de Nan: iniciou com parabéns aos alunos da escola Olavo Bilac. Lembrou que na outra semana parabenizou aos vereadores pelo comportamento, mas lamenta o que Vânio Vieira disse que ele teria chamado Dimas Dantas de mentiroso, na verdade o que falou foi que uma discussão entre Ernesto, Zé Augusto e Dimas em uma rádio, o ouvinte iria pensar que eram mentirosos, o vereador Vânio tenta criar briga entre ele e Dimas Dantas. Ele ressaltou a entrevista que Zé Augusto chamou toda a bancada de oposição de anarquista e achou que os vereadores estão com dor de cotovelo pelo prefeito Edson Vieira estar fazendo em pouco tempo o que eles não fizeram em 12 anos. Encerrou citando uma série de requerimentos que irão beneficiar a população.



Afrânio Marques: ressaltou o trabalho que vem sendo feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, em que toda sua equipe conseguiu fazer da Feira da Produção Familiar. Parabenizou também os alunos e professores da escola Olavo Bilac. Falou que o nível das ultimas reuniões foi muito bom, embora que ainda existam pessoas que gostem de discussões de nível baixo que não trazem benefício algum.Destacou a questão da água em nossa cidade, que é imprescindível. Também disse que é preciso discutir outras formas de trabalho no município e não só a confecção, a necessidade de incentivar que outras indústrias venham para Santa Cruz e para isso é preciso ter água. Ele solicitou à COMPESA um parecer sobre a açude das porteiras e a empresa disse que a topografia estava sendo concluída e seria feita a elaboração do projeto, mas isso já dura por 30 anos.



Deomedes Brito: parabenizou Ronaldo Pacas pela a luta contra o diabetes, mas lamentou que nos PSF está faltando medicamentos para diabéticos. Parabenizou aos alunos da escola Olavo Bilac pela premiação. Cobrou respeito por parte de Zé Minhoca com relação ao PT. Rebateu as críticas feitas pelo vereador Dida de Nan. Parabenizou a todos que fizeram parte da Feira da Produção Familiar. Pediu da atual gestão mais empenho para cobrar do governador mais segurança para Santa Cruz e disse que todos deveriam se unir para tratar do assunto. Falou também que está recebendo várias denúncias com relação ao Calçadão e ficou sabendo que pessoas que nunca venderam no Poeirão estão recebendo bancas, lamentou que isso esteja acontecendo e disse também que está na luta para resolver o problema da Manhosa,para ser criada uma área de lazer no local.


Nenhum comentário:

Postar um comentário