quarta-feira, 22 de outubro de 2014


Para onde irá o grupo Taboquinha? Para uma união, um esfacelamento ou uma conveniência política e enganar o eleitor mais uma vez?



O ano de 2015 promete ser quente nas questões políticas, principalmente quando se fala do grupo taboquinha, pois nem terminou 2014 e logo após as eleições, junto com resultado das urnas começaram as duras trocas de acusações entre os chamados líderes do grupo de oposição de Santa Cruz do Capibaribe.



Foto: Internet

A situação chegou ao ponto do deputado federal José Augusto Maia e seu sobrinho, o vereador Ernesto Maia, discutirem publicamente aos microfones de uma emissora de rádio, com troca de acusações, ameaças e até mesmo lavagem de roupa suja de questões familiares no ar. O deputado Zé Augusto disse que era de sangue puro e seu sobrinho Ernesto Maia teria o sangue misturado, não seria um Maia puro. Ernesto, por sua vez, em determinado ponto da discussão disse que sabia de muita coisa das gestões de Zé Augusto quando o mesmo foi prefeito de Santa Cruz, com uma união será difícil de acontecer.


Foto: Internet

Sem se contentar, em seu programa de rádio que vai ao ar todo sábado Ernesto tratou não só de se defender do que falou seu tio, como também de defender sua mãe, a professora Socorro Maia. Ele afirmou que tem sangue de políticos históricos de Santa Cruz e que Zé Augusto não esquecesse que magoou toda a família, que sempre levantou a bandeira do deputado. Ernesto também pediu para seu tio fazer um exame de consciência, pois teria dito que era humilde e de humilde ele não teria nada.

Foto: Internet

Os vereadores e escudeiros de Ernesto Maia, Carlinhos da Cohab e Deomedes Brito, também se pronunciaram logo após as eleições. Carlinhos em entrevista disse que já teria feito muito por Zé Augusto e que ele só teria se elegido deputado federal em 2010 por conta das conjunturas políticas que o mesmo conseguiu em várias cidades da região e área metropolitana do grande Recife. Já o vereador Deomedes disse que sempre esteve ao lado de Zé Augusto em todos os momentos difíceis que ele atravessou em sua vida política, mas que o deputado durante a campanha esteve em residências de eleitores chegando até mesmo a falar de sua vida pessoal. 

Foto: Interne
Deomedes também tratou de lembrar ao deputado que ele sem os vereadores não chegará a lugar algum, assim como também lembraram Ernesto e Carlinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário