segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Debate da TV Globo deverá decidir a eleição


Os candidatos à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), vão se enfrentar pela última vez na próxima sexta-feira (dia 24) nos estúdios da Rede Globo, no Rio de Janeiro, antes do segundo turno da eleição presidencial.
O debate, que será mediado pelo jornalista William Bonner, âncora do Jornal Nacional, poderá decidir a eleição, que está tecnicamente empatada entre os dois candidatos.

A Globo faria também entrevistas separadas com os dois candidatos. Mas como não houve acordo sobre as regras entre as assessorias dos dois postulantes, a emissora as cancelou.

No debate de domingo à noite na TV Record, a troca de acusações foi em tom muito mais ameno que no debate do STB na quinta-feira da semana passada.
A corrupção na Petrobras foi o tema central das discussões, que passou também por temas como segurança, saúde, inflação e distribuição de renda.
No debate da Record, Aécio perguntou a Dilma se ainda confiava no tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, apontado por Paulo Roberto Costa como um dos operadores do esquema de corrupção da Petrobras, já que a candidata à reeleição reconheceu publicamente que houve desvios na estatal.
Dilma respondeu o seguinte: “Eu sei que há indícios de desvio de dinheiro, eu não sei quanto foi e quem foi. A parte que o senhor tinha de complementar é que eu disse que iria investigar assim que o MP (Ministério Público) e o STF (Supremo Tribunal Federal) divulgassem suas conclusões. (A propósito), o senhor não respondeu onde estão os corruptos dos trens e do metrô (de São Paulo). Sou a favor da punição, doa a quem doer”.


Fonte: Inaldo Sampaio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário